Botafogo empata no Equador e volta ao Rio com 4 pontos na bagagem

| 21/04/2017 |
Em partida em que foi melhor desde o primeiro minuto, o Botafogo empata com o Barcelona no Equador, com um gol de Sassá no fim e chega aos 7 pontos em 3 partidas pela fase de grupos da Libertadores e lidera o Grupo A ao lado dos equatorianos. 

Sassá marcou o gol do Botafogo na partida
Foto : Divulgação Conmebol

Logo com 1 minuto de partida, o Botafogo já teve sua chance em pênalti cometido por Mena em cima de Roger. Como Sassá estava entre os reservas, coube a Camilo a cobrança da penalidade, mas ele parou no goleiro Banguera que também defendeu o rebote em chute de João Paulo. O Botafogo perdia muitas chances e em boa jogada, Alemán abriu o placar para os donos da casa. O Glorioso era muito superior ao Barcelona o jogo todo, mas o gol não viria, nem mesmo após a expulsão do zagueiro Mena. Até que os nossos protetores deram uma mãozinha lá do céu, aliás, quem também deu uma mãozinha foi Arreaga, mais um pênalti. Dessa vez Sassá estava em campo e ele nunca erra um pênalti, o pai do Murilo e do Gael marcou seu sexto gol no ano e mandou a tradicional sarrada no ar na comemoração.

Em minha análise, o grande nome do Botafogo foi mais uma vez o meia João Paulo, assim como no jogo contra o Atlético Nacional. Bruno Silva e Victor Luis ficaram devendo, assim como Camilo, já Rodrigo Lindoso foi muito mal na partida, mais uma vez. O goleiro Gatito Fernandez foi bem seguro no gol, assim como capitão Joel Carli no comando da defesa.

Pênalti perdido e pouco brilho na criação, Camilo não foi bem na partida
Foto : Divulgação Conmebol

Apesar de poder vencer a partida e de forma tranquila, o Botafogo conseguiu mais um grande resultado, nessa temporada de dois jogos fora do Brasil, o Glorioso volta com 4 pontos na bagagem, com uma vitória em cima do Atlético Nacional e um empate diante do Barcelona.

Esse Botafogo vem contrariando tudo que uma geração de alvinegros se acostumou a ver, nos acostumamos a lidar com elencos covardes, com falsa ilusões para o torcedor, com o Botafogo sempre "morrendo na praia" na reta final, times vencedores no papel mas com mentalidade de perdedores. Agora vemos um Botafogo que não desiste nunca, subestimado por todos, inclusive por seu torcedor, um time que briga até o fim, que não vende ilusão, que sempre entrega mais do que se espera, um Botafogo com mentalidade e atitude de vencedor, apesar de que no papel para muitos passa bem longe disso, mas o que vale é no campo e no campo o Botafogo é o melhor time da Copa Libertadores até aqui, mas espera, deixa isso pra lá, melhor continuarmos como o patinho feio, porque da dúvida dos outros vem a nossa força.


O Botafogo volta a campo neste domingo, às 16hs, contra o Flamengo, pela semifinal do Campeonato Carioca.
0 Comentário(s)
Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário