Grêmio confirma a vaga e está na final na Copa do Brasil

| 03/11/2016 |
Depois de ganhar de 2x0 no Mineirão, o Grêmio voltou na noite dessa quarta-feira a enfrentar o Cruzeiro, partida válida pelo último jogo da semifinal. Com a Arena lotada e jogando com a vantagem, o Tricolor mostrou postura, soube esperar e defendeu-se bem. Sem maiores perigos carimbou a vaga na final que será contra o Atlético-MG.

Foto: Ducker.
Em jogo truncado, diferentemente do jogo de ida, o Tricolor montou-se para neutralizar o Cruzeiro. Com a desvantagem no placar de 2 gols, a Raposa teve que buscar o ataque e embora tenha apresentado boas chances, a zaga e o goleiro Marcelo Grohe estiveram bem postados.Tendo a tranquilidade e sabendo aproveitar os espaços dados, o Grêmio equilibrou a partida e buscou o gol. Não fossem os grandes erros do já conhecido Pedro Rocha, a equipe teria feito um jogo ainda mais tranquilo. Sem mais delongas, tirando as duas bolas na trave, de ambos os times, e o gol mal anulado de Luan, a partida pouco apresentou ofensivamente.

Os mais de 52 mil torcedores que estavam presentes na Arena viram seu time encaminhar a classificação para uma final depois de 9 anos na espera para tal. Em uma competição que o próprio Grêmio pode se tornar o maior campeão. O sonho do penta está cada vez mais perto e os gremistas estão se permitindo sonhar. A chance de um clássico na final não se concretizou e o adversário do Tricolor será o Atlético-MG, nos dias 23 e 30 de novembro. O sorteio definindo os mandos de campos ocorrem amanhã, sexta-feira (04).

Foto: Ducker.
Vinte dias nos separam da esperada final da Copa do Brasil e o nervosismo se faz presente. São 9 anos sem estar em uma final que não seja de âmbito estadual e 15 anos sem um título de expressão. Que a recordação de que o último título foi a própria Copa do Brasil de 2001 motive a equipe para que busquem com qualidade e coragem o Pentacampeonato. Eu e a torcida toda queremos a Copa, Grêmio!


Vamos Tricolor, queremos a copa! 
Andressa Schmitt (@dessaschmitt_)
0 Comentário(s)
Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário