Nas penalidades, Real Madrid vence o Atlético de Madrid e conquista a Undécima

| 28/05/2016 |
Real Madrid conquista a Undécima.
Real Madrid e Atlético de Madrid estavam em mais uma final de Champions League, reeditando a final de 2014.  A partida ocorreu durante 120 minutos e o campeão foi apenas decidido nas penalidades. A La Undécima foi tão sofrida quanto a La Décima, conquistada, em 2014, contra o mesmo Atlético.


O primeiro tempo teve domínio merengue e no começo da partida, aos 6 minutos, Bale cobra falta, Benzema desvia e o goleiro Oblak faz uma defesa milagrosa, salvando o Atlético. Aos 14 minutos, também de bola parada, o zagueiro Sérgio Ramos, autor do gol na final de 2014, no minuto 93, abriu o placar para o Real, de cabeça, num lance bem duvidoso. 

Comemoração eufórica de Ramos. 
Com boa atuação de Casemiro e Kroos no primeiro tempo, o Atlético de Madrid demorou a chegar ao ataque do Real, tendo um lance de perigo acontecendo, aos 35 minutos, quando Griezmann recebe passe de Gabi e chuta em direção ao gol, fazendo Keylor Navas trabalhar, mas o lance foi invalidado. Minutos depois, aos 43, o francês Griezmann, novamente, chutou em direção ao gol de Navas, passando rente a trave.

Momento da defesa de Oblak no cabeio de Benzema.
A segunda etapa teve um bom inicio do Atlético de Madrid, com um pênalti marcado logo a 1 minuto de partida, em lance de Fernando Torres na área com Pepe. Griezmann foi para bola e explodiu no travessão, desperdiçando a chance de empatar a partida no San Siro, sendo o segundo pênalti seguido perdido pelo time colchonero na Champions League, o último aconteceu na semi-final, contra o Bayern de Munique e cobrado por Fernando Torres.

Pênalti desperdiçado por Griezmann, que poderia ter empatado a partida.
Após o pênalti perdido, o time de Simeone partiu pra cima do Real e por pouco não empatou a partida. Aos 8 minutos, em escanteio cobrado o zagueiro Savic chuta a bola, mas passou pelo lado de fora. Aos 14 minutos, Saúl Ñíguez desperdiça grande chance para o Atlético. O Real Madrid chegou a defesa do Atlético apenas aos 24 minutos, com contra-ataque puxado por Modric, com passe para Benzema que chutou na saída do goleiro Oblak, mas o arqueiro colchonero fez a defesa. Depois de um tempo sumido, Cristiano Ronaldo apareceu (pela primeira vez no jogo), em novo contra-ataque puxado por Modric, mas Oblak defendeu novamente.

Aos 33 minutos, Ferreira Carrasco empatou a partida em passe de Juanfran. A torcida colchonera foi ao delírio com o gol de Carrasco, que foi o primeiro belga a marcar em uma final da Champions. No momento do gol, Carrasco foi beijar a sua esposa, uma das melhores cenas da final. 

Carrasco comemorou o gol beijando sua namorada.
Depois do empate, a partida favoreceu ao Atlético, que pressionava o Real, mas, aos 40 minutos, Bale na pequena dentro da área dribla Oblak e chuta, mas a zaga colchonera afasta. O jogo foi para a prorrogação e persistiu o empate e, com isso, tivemos penalidades no San Siro. Todos iam convertendo os pênaltis ate chegar ao momento em que Juanfran bateu na trave. Cristiano Ronaldo cobrou o último pênalti e decretou a Undécima para o Real. 

Comemoração de Cristiano Ronaldo, após converter o pênalti que deu o título ao Real
Zidane – o treinador coadjuvante

Zidane foi levantado pelos jogadores.
O francês recém chegou à equipe do Real Madrid, teve total apoio dos jogadores e conquistou seu primeiro título como treinador. No total, é a terceira conquista de Zizo, uma com jogador (La Novena), uma como interino (La Décima) e uma como treinador (La Undécima). Após a conquista do título, Zidane disse: "Agradeço a Florentino. Ele me deu a chance de viver o meu sonho de treinar o Real Madrid." Lembrou também de Ancelotti, pois foi interino do treinador em 2014, na conquista da décima: “Ancelotti me disse que era diferente vencer como treinador”.

Simeone e sua segunda final com o Atlético

Simeone não sabe se fica.
Desde a chegada de Simeone, o Atlético de Madrid mudou seu patamar, conquistando Europa League, La Liga, Copa del Rey, Supercopa da ESP e UEFA. Após mais uma derrota em final de Champions, o argentino disse que é a hora de pensar. Será que a trajetória do cholo vai chegar ao fim?.  Em entrevista, Simeone disse: "Perder duas finais da Champions League é um fracasso. Ninguém se lembra do segundo".

A Undécima chegou, o Real Madrid é o maior campeão da Champions League de todos os tempos. SOMOS REYES DE EUROPA! HALA MADRID Y NADA MÁS!
0 Comentário(s)
Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário